Espanhol Português Inglês
Novidade - Cotação Online
GUIA ONLINE
DE FORNECEDORES
Fabricantes Distribuidores Empresas
Busca Geral
Participe agora mesmo
CADASTRE-SE AGORA MESMO!


Voltar

.Noites mal dormidas podem acarretar diversos problemas

Estudos demonstram que, com o passar do tempo, as pessoas têm mais dificuldade em dormir por períodos maiores de tempo. Para se ter um parâmetro, uma pessoa de 70 anos dorme, em média, uma hora a menos por noite se comparado com alguém de 20 anos. Vários fatores são responsáveis por isso, tais como disfunções cognitivas, aumento da pressão arte­rial, diabetes tipo 2, doenças vasculares e até mesmo a perda de alguns neurônios.

Segundo o clínico geral Dr. Rui Bocchino Mace­do, médico da Paraná Clínicas, os distúrbios do sono podem causar os mais variados problemas para a saúde, entre eles: “dores de cabeça, hipertensão, AVC, distúrbios hormonais, perda de per­formance e cansaço, perda de capacidade de concentra­ção, irritabilidade, envelhecimento precoce, impotência sexual, etc.”.

Esses distúrbios podem ser causados por maus hábitos como excesso de cafeína, o uso excessivo de bebidas alcoólicas, a prática de atividade física próxima aos ho­rários do sono, quartos com ambientes demasiadamen­te iluminados e desconfortáveis (colchões, arrumação, etc.), o uso de aparelhos eletrônicos ligados, entre ou­tros. O médico explica que dormir bem significa ador­mecer em até 30 minutos, acordar no máximo uma vez durante a madrugada, dormir durante 85% do tempo em que se está na cama e passar no máximo 20 minu­tos acordado ao longo da noite quando se desperta do sono.

A melhora dos fatores ambientais e dos maus hábitos que prejudicam a qualidade do sono é chamada de hi­giene do sono. Trata-se de uma forma de prevenir possíveis distúrbios do sono e garantir noites mais tranqui­las e saudáveis com simples hábitos a serem adotados em seu dia a dia.

Dicas para dormir bem

  • Desligar a televisão, computadores, telefo­nes celulares e se desconectar de todas as redes sociais no momento de dormir;
  • O uso da cafeína deve ser evitado no pe­ríodo anterior ao sono, uma vez que a substância pode ficar até 12 horas no nosso or­ganismo;
  • É importante que o ambiente seja acon­chegante, com pouca ou nenhuma lumino­sidade e com uma temperatura agradável (estimada em 18 a 19°C);
  • Evitar a prática de atividade física em ho­rários próximos ao sono;
  • O excesso de álcool é outro fator que pode atrapalhar na hora de dormir, por­tanto recomenda-se moderar no uso dessa substância, tendo um espaçamento ideal de 3 horas entre a ingesta da última dose e o momento do sono.



Envie uma notícia



Telefone:

+55 11 5524-6931

Fique conectado:

Curta nossa Fanpage:
facebook.com/AditivosIngredientes

© EDITORA INSUMOS LTDA.

Av. Sargento Geraldo Santana,
567 – 1º andar
CEP 04674-225
São Paulo, SP - Brasil

001